O MUNDO ESTÁ EM TRANSFORMAÇÃO, A GASTRONOMIA NÃO !!!

Pode parecer estranho este titulo mas aos poucos vocês poderão entender onde eu quero chegar. Estou envolvido com a gastronomia há quase 19 anos e desde que comecei a me aventurar nas panelas conheço uma máxima: cada coisa é uma coisa.

O que significa ?

A gastronomia que conhecemos remontam do século XVI e XVII, com cozinheiros que deixaram seus nomes na historia. Vatel, Tirel, La Verene, Carême, homens desenvolveram bases e receitas que duram até hoje. Mas não só os famosos contribuíram para a gastronomia, anônimos com suas receitas domesticas que passaram por gerações, perpetuaram comidas que saboreamos todos os dias.

Mas porque a gastronomia não está em evolução ?

A evolução pode passar por técnicas, por utensílios, por procedimentos mais modernos. Porem “o que é de César, é de César”, porque mudar ? O que foi criado como Chantilly (um creme feito de creme de leite (nata) fresco, fortemente emulsionado) deverá permanecer assim. O que foi denominado como Ceviche (prato da culinária peruana baseado em peixe cru marinado em suco de limão ou lima ou outro cítrico) deverá permanecer assim. O que foi popularmente batizado como Pesto (molho italiano composto de folhas de manjericão moídas com pinhões, alho e sal, queijo parmesão ou pecorino ralados e no fim misturados com azeite extra virgem e temperado com pimenta preta) deverá permanecer assim.  Fico impressionado com ditas “releituras” que na minha opinião, beiram o ridículo.

Hoje qual coisa cortada finamente é ceviche. Qualquer folha com algum óleo e grãos triturados é pesto. PELO AMOR DAS MINHAS FILHINHAS !!!!!!

Inventem mas não estraguem, respeitem a Gastronomia e sua história. Muitos têm buscado notoriedade inventando suas receitas e batizando com nomes clássicos, históricos.

A essência da gastronomia está se perdendo, como disse, hoje beira o ridículo. Cabe preservá-la.