Amigo do Amigo do Amigo

Para leigos ou interessados em gastronomia, vlogs, blogs e colunas com dicas para encontrar os melhores lugares para comer, são importantes referências para você mas O PERIGO PODE ESTAR DISFARÇADO.

behavoir-ddincMuita gente escreve sobre gastronomia (esta página se inclui na lista) sobre produtos, locais e qualquer fato que esteja relacionado, mas você já parou para analisar a imparcialidade de quem escreve ? A maioria não é jornalista ou profissional da área. Entraram no “bumm” que a gastronomia viveu nos recentes anos. O problema que no Brasil, o “jeitinho brasileiro” também está temperando as linhas destas publicações.

A permuta hoje é a principal moeda de troca neste universo. Como é bom entrar naquele restaurante caro, sentar, comer e sair sem pagar, tendo apenas o compromisso de dizer que alí é um lugar legal ou ganhar todo mês caixas e caixas daquele determinado produto e dizer que você não vive sem ele.

laude-diniz-lei-do-detetive-particularQuando comecei a escrever neste site, criei uma pagina onde eu passava dicas de lugares. Lugares que eu recomendava não porque eu gostava e sim porque possuía requisitos que eram merecedores de indicação. O problema que comecei a perceber que alguns não gostavam da minha presença. Na verdade nunca entendi a razão, lembro de um restaurante localizado na Orla de Aracaju que chegou a responder em email meu com palavras duras e irônicas. Olha que eu tinha publicado no site as partes boas do restaurante, significativas e os problemas que, na minha opinião tinham relevância, eu privadamente enviei por email para o proprietário.

As avaliações sobre um lugar, por exemplo devem levar em conta: atendimento, localização, qualidade, variedade, conforto, entre tantos fatores. Isto deve ser IMPARCIAL. Quantas vezes ao invés de sair criticando pela rua um atendimento, você procurou o dono ? Mesmo que entre e saia pelos ouvidos, quando as queixas se tornarem constantes, ele abre o olho. Mas um canal de influencia “carimbar” um lugar porque apenas sou pago ou comprado, sinceramente, uma hora sua credibilidade vai valer menos que uma nota de três reais, lembrem-se: “vox populi principem – a voz do povo é soberana”.gie5GXMBT.jpg

Com a quantidade de informações nas redes sociais sobre estes temas, pode chegar a confundir quem lê, e muitas vezes frustrar, porque quando chegamos no lugar ou compramos o produto, não tem nada haver com a avaliação descrita. Olha que muitas vezes o que é escrito elogiando chega a arrancar lágrimas de tanta emoção aplicada ao texto: “O MELHOR #@*&¨% DO MUNDO !”, “MAIOR EXPERIÊNCIA DA MINHA VIDA !”, “VALE A PENA, IMPERDÍVEL !”, entre outros depoimentos inflamados.

Existem ferramentas na internet que podem ser utilizadas para ser sua referencia na escolha de um lugar ou produto. São escritas por usuários ou frequentadores e o melhor que você encontra elogios e criticas das mais diversas sobre o mesmo tema. Mas sinceramente, sempre preferi a minha opinião. O que é bom para mim, pode não ser para você. Por isso existe sabão Omo e Ariel. Brahma e Kaiser, Rolling Stones e Anitta. Porém opinar porque uso ou ganho determinado produto, ou porque o dono de determinado lugar é meu amigo, coloca em xeque a avaliação do que é escrito.

Mas fica à seu critério analisar as publicações, selecionar as melhores informações e fazer sua escolhas.

E quanto ao que escrevi, parafraseando André Moscoso: “essa é só a minha opinião”.