Vamo Batê Lata

Comida-enlatada 02Considerados vilões entre 10 de 10 cozinheiros, os enlatados são sinônimos de produtos ou alimentos ricos em conservantes e corantes, sem gosto e perigosos para a alimentação. Porém se analisarmos, muitos dos produtos embalados possuem características satisfatórias para o consumo e podem se tornar grandes recursos de emergência dentro de uma cozinha profissional.

A origem da comida enlatada data do século XIX, nos campos de batalha. A necessidade de transportar e conservar a comida, despertou a curiosidade do cozinheiro francês Nicolas Appert, em 1795. Atraído por uma recompensa oferecida pelo governo para quem desenvolvesse um meio que impedisse que os alimentos enviados para as tropas em campos de batalha. Appert usou jarros de vidro tampados com rolhas e selados com cera, mantidos em água fervente para preservar, entre outras coisas, sopas, sucos, laticínios e doces. Deu certo. Posteriormente o comerciante inglês Peter Durand, em 1810, patenteou o uso de recipientes revestidos com estanho, o que conhecemos hoje como lata. Não demorou muito para que estes enlatados chegassem às residências em 1830, através de sopas, sardinhas, ervilhas e tomates. A novidade chega aos Estados Unidos em 1926 e a companhia texana Hormel lança um produto que faria muito sucesso: a presuntada em lata da famosa marca Spam.Comida-enlatada 03

Aos poucos o consumo foi aumentando e ficando popular, sinônimo de produtos de fácil cozimento. Na década de 60 os enlatados ganham o mundo seguindo a cultura americana do consumismo. Todos os tipos de alimentos possíveis passam a ser enlatados. De tomates à sopas prontas. Hoje cerca de 200 bilhões de latas de comida são produzidas anualmente. Na contra mão dos enlatados, em 1951 surge na Suécia a embalagem cartonada Tetra Pak, que se tornaria uma grande concorrente das embalagens de metal. Seu trunfo contra a lata tradicional vem do uso de um papel revestido de a

Comida-enlatada 04A maior propaganda negativa em relação aos enlatados vem do desconhecimento. A grande maioria dos alimentos alí armazenados estão conservados em uma salmoura, uma solução liquida utilizada pela humanidade por séculos. Lógico que temos o embate sobre o que é e o que não é saudável. Mas convenhamos, a carne fresca, é realmente “carne fresca”? Tudo vem da idoneidade de quem a produz. Isso se aplica também às embalagens. Existem latas de material corrosivo, com componentes químicos na sua estrutura e também existem falsas marcas de embalagens cartonadas. Cabe ao consumidor pesquisar e perceber em qual embalagem confiar.

Como havia dito no inicio, os enlatados podem contribuir na auxilio a emergências dentro de uma cozinha profissionais. Tomates concassé, milhos, ervilhas, bases para caldos, alcachofras, cremes, todos são ingredientes muito utilizados na cozinha. Na sazonalidade de alguns produtos, recorrer aos enlatados de ótima qualidade e procedência.

Cuidados ao comprar um alimento enlatado:
1 – Ao comprar enlatados, deve verificar se a lata não apresenta sinais de amassos. O amasso em uma lata pode ter provocado o rompimento do verniz/esmalte interno e contaminado o alimento com alumínio, muito prejudicial à nossa saúde. Outro fator a ser considerado é o botulismo, causado por uma toxina produzida por bactéria específica que entra em contato com alimento pela contaminação da lata ou ferrugem.
2 – Antes de abrir a lata, deve-se lavar toda a sua superfície. Ao abrir, transferir o alimento para outro recipiente antes de armazená-lo na geladeira pelo período máximo recomendado, evitando contaminação do metal.
3 – Nunca usar faca ou outro talher para pegar o alimento da lata para que o verniz interno não seja arranhado nesse processo, existe a possibilidade de contaminação imediata do alimento pelo metal do produto.

Em um episódio do programa The Next Iron Chef, uma prova chamou a atencao. Os concorrentes deveriam utilizar produtos enlatados para preparar um prato. Entre todas receitas vou destacar a que utilizou o nosso conhecido Atum enlatado.

ATUM PROVENÇALatum enlatado

Ingredientes

1 lata de atum embalado em azeite de oliva
1/4 de pimentão vermelho picado
Talos de 2 alho-poró picados
2 colheres de chá de alcaparras, escorridas, picadas
1 colher de chá de tomilho fresco, picado
2 colheres de sopa de maionese
Suco de 1/2 limão
1 Pitada de pimenta calabresa
4 fatias de pão Ciabatta
Azeite de oliva
Queijo Provençal ralado

Em um bowl, misture o alho-poró, as alcaparras, o pimentão vermelho, o tomilho. Em seguida adicione a maionese levemente. Esprema o suco de limão, a pimenta calabresa e por ultimo o atum desfiado com um pouco do óleo da lata.
Deixe a mistura em ponto de creme para que fique firme sobre o pão.
Ligue o forno em 180º. Coloque sobre a grade as fatias de ciabata com um pouco de azeite para que asse um pouco e as marcas fiquem definidas. Retire com o auxilio de uma pinça, sobre uma tábua coloque a mistura de atum. Por ultimo espalhe o queijo ralado por cima. Retorne as fatias para o forno até o queijo derreter. Sirva imediatamente

Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/
http://www.donaperfeitinha.com/