O Tsunami Italiano – Tiramisu

ricetta-tiramisu-senza-uova-mascarpone-2-640x426Sempre ao final de um grande serviço de jantar, o cliente não resiste às delícias de uma sobremesa. Fria ou Quente, as sobremesas compõem os menus mais tradicionais ou clássicos ao longo dos séculos. Recentemente preparei uma noite italiana, aperitivi, antepastos, primi e seconti piato e o aguardado, dulce. Logicamente um legítimo Tiramisu.

O Tiramisù é o “dulce” italiano mais famoso, apreciado pelo todo o mundo e uma unanimidade entre os apaixonados pela cozinha italiana. O principal ingrediente do Tiramisù é o creme de Mascarpone. Um queijo suave da região da Lombardia, norte da Itália, área agrícola e leiteira, com cerca de 60 a 75% de gordura. Seu sabor é delicado, cremoso e de cor branca. O Mascarpone é feito do leite de vaca, sem o uso de queijo coalho ou adição de fermento em sua produção. A umidade é drenada com o uso de acido cítrico em pequena quantidade e é coado atraves de um pano bem fino. Seu resultado é um creme liso, base para muitas receitas, logicamente na mais famosa sobremesa italiana.

cosimo_3

Granduque de Florença

Sua receita trata-se de um pavê com creme de Mascarpone, vinho marsala, biscoito de champagne umidecido em café, uma mistura de cacau em pó e chocolate em barra, montado em camadas.Como várias receitas da história da gastronomia, Tiramisù tambem possui a sua. Uma delas relata que em Siena, na Toscana, a região era dominada pela família dos Médici, por volta do século 16. Em homenagem a um dos seus integrantes, teria sido inventado um doce que deu origem ao Tiramisu. Esse doce criado para homenagear o Granduque de Florença, tinha o nome de “Zuppa del Duca”, feito com ovos, leite e vinho marsala. Segundo dados históricos, o doce tinha a missão de representar a fertilidade da fimília, aparentemente deu certo, o Granduque Cosme Terceiro teve três filhos.

 

739620-tiramisuAo Tiramisu acrescentou-se o café, considerado afrodisíaco, e o chocolate, que era estimulante, por causa dessa combinação, esse pavê era consumido na Toscana antes dos encontros amorosos. Depois disso, a popularização do Tiramisù na Itália foi questão de tempo. Em todo o país, milhares de turistas procuram por docerias que vendem exclusivamente esse famoso “dolce”. A velha disputa para ter a paternidade da receita também acontece com o Tiramisù, e algumas cidades da Itália “brigam” pela origem da sobremesa. Verdade que a Itália se destaca por sua gastronomia, por sua importancia e valorização da história e das tradições.

Ao degustar esta sobremesa, podemos dercrevê-la como um Tsunami de sabores. Mascarpone, açúcar, álcool, café e chocolate. As camadas de sua montagem funcionam como estágio de gostos, que combinados proporcionam uma satisfação única. Daí a denominação atribuída ao Tiramisu de uma das mais sofisticadas sobremesas, mesmo sendo secular e clássica.

Fazer um Tiramisu não é difícil, esta receita é simples, de fácil execução. Para esta que vou apresentar dei o meu toque, alterando um pequeno detalhe e posso garantir, o resultado foi incrível.
.
VENICE TIRAMUSIDSC00623 (Copy)

Ingredientes
6 ovos (claras e gemas separadas)
3 colheres (sopa) de açúcar
500 g de queijo mascarpone
350 ml de café
4 colheres (sopa) de chocolate em pó
30 biscoito champagne

Meu truque:
25 ml de licor de Contreau
25 ml de whisky Jack Daniels

Modo de Preparo
Bata as gemas com o açúcar até formar um creme claro. Adicione o queijo, metade da mistura de Contreau e Jack Daniels e continue batendo.
Numa vasilha separada, bata as claras em neve. Incorpore-as delicadamente ao creme de queijo, misturando até que fique homogêneo. Reserve.
Despeje o café numa tigela rasa. Adicione a outra metade do Contreau e Jack Daniels e 1 colher de chá do chocolate em pó. Mergulhe os biscoitos no café.
Em uma taça tipo Martini, coloque um pedaço do biscoito, cubra as bolachas com uma parte do creme, faça mais uma camada de biscoito, coloque mais creme, nivele e polvilhe chocolate em pó por cima.
Leve à geladeira por 4 horas antes de servir.

A BOA GASTRONOMIA ADVERTE: APRECIE COM MODERAÇÃO (isso será difícil !)

Fonte: Patrizia Turini e Pedro Frade